Autor: arthurrib

Deputado Caio Leal (PDT) em discurso após assumir a Presidência da Casa. Foto por Fernanda Arai Politeia 2018

Bloco Progressista vence corrida pela Presidência da Casa

Deputado Caio Leal (PDT) em discurso após assumir a Presidência da Casa. Foto por Fernanda Arai
Deputado Caio Leal (PDT) em discurso após assumir a Presidência da Casa.
Foto por Fernanda Arai

Na tarde do último sábado (14) foram eleitos os membros da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados. O deputado Caio Leal, do PDT, venceu a disputa pela Presidência da Casa e, assim, conferiu a vitória do Bloco Progressista sobre o Bloco Republicano. Pela primeira vez em muito tempo a decisão foi levada ao segundo turno, o que gerou tensão e afetou a celeridade dos trabalhos do dia.

Presidida pelo deputado G. Bertochi (PSDB), a primeira sessão plenária foi marcada por tensão entre os candidatos à Presidência. O deputado Jhonatan Anfilofev (PSDB), se posicionou de maneira independente alegando “não acreditar nas outras candidaturas” que seguiam as orientações dos blocos partidários, com exceção do deputado M. Menck (PSB), que retirou sua candidatura no início do processo. Jordanna Lourenço, deputada do DEM e candidata, alegou já esperar a derrota, porém, salientou: “Meu opositor nunca foi o Caio, sempre foi o Jhonathan Anfilofev”.

De acordo com componentes do Bloco Progressista, o trabalho de articulação que permitiu a vitória do deputado Caio se fez de maneira árdua e em muito tempo. O atual presidente da “Casa do Povo” vem com uma proposta diferente para a seleção das pautas para as reuniões em plenário: “pautas que uma maioria saiba discutir”. Também disse que irá deixar de lado assuntos mais polêmicos como o aborto ou a maconha, com o intuito de não causar desgaste dos debates e para garantir a evolução das discussões.

A primeira sessão deliberativa ordinária desta Legislatura está agendada para quinta-feira (19), às 14h30, no Plenário Ulysses Guimarães.

Dep. João Pedro (PP) comanda reunião desta segunda (16) da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO). | Foto por Maysa Camelo CSPCCO - Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado

CSPCCO é liderada por Bloco Progressista

Dep. João Pedro (PP) comanda reunião desta segunda (16) da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO). | Foto por Maysa Camelo
Dep. João Pedro (PP) comanda reunião desta segunda (16) da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO). | Foto por Maysa Camelo

No início da tarde do último sábado (14), em reunião com os líderes dos partidos, esses deram palpites em diversas lideranças de comissões, e a Bancada Progressista já havia pronunciado suas comissões de maior prioridade. No fim do dia e não contendo nenhuma outra chapa de líderes, a Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO) termina o dia contendo dez votos válidos, todos eles sendo a favor do agora presidente, deputado João Pedro Dutra (PP), nove desses para a 1ª vice-presidente, deputada Maiara Gomes de Oliveira (PSD) e oito votos para o 2º vice-presidente, deputado Gian Gian Guglielmelli (PP).

Após a votação ser feita, a cadeira de presidente da mesa foi desocupada pelo deputado Matheus Menck (PSB), que estava presidindo os trabalhos, e assumida pelo deputado João Pedro Dutra (PP), que agradeceu ao comprometimento dado a ele e sua diretoria. “Desejo que seja uma simulação de sucesso para a gente, uma simulação que possamos discutir os temas de interesse, aprovar aquilo que tem que ser aprovado e ‘reprovar’ aquilo que tem que ser reprovado.”

Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado

A CSPCCO tem como intuito discutir políticas públicas que combatam o aumento da violência. Nesta comissão já foram discutidos projetos que tratam da violência contra a mulher, da legalização do porte de armas, fortalecimento e valorização da polícia, dos direitos dos delinquentes e da real eficácia do encarceramento, entre outros.

A próxima reunião será realizada na próxima segunda-feira (16), às 9 horas, no Anexo II da Câmara dos Deputados.

Foto por Arthur Ribeiro CSSF - Comissão de Seguridade Social e Família

Bloco Progressista arremata presidência e vice-presidência da CSSF

Foto por Arthur Ribeiro

Foto por Arthur RibeiroNo último sábado (14), logo após a eleição da Mesa Diretora, ocorreu a primeira reunião da Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF). Na ocasião, foi realizada a votação nominal para os cargos de presidente, 1º vice-presidente e 2º vice-presidente da comissão. Os indicados, respectivamente, foram Jamille Guedes (PR), Natália Evangelista (PR) e Gustavo Costa (PSD), que lançou candidatura avulsa. Todos os candidatos integram o Bloco Progressista.

Com 18 votos a favor, 3 brancos e 2 nulos, Jamille Guedes foi eleita presidente. Ela é graduanda em Ciência Política na UnB e essa já é a sua segunda participação no Politeia. Em seu pronunciamento antes da votação, ela destacou a importância do trabalho da comissão. “Acredito que seja a comissão com o maior impacto direto na vida dos cidadãos. Aqui discutiremos temas delicados, que tocam profundamente a sociedade e muitas vezes dividem opiniões”, destaca.

Após a votação, a parlamentar definiu a pauta da semana juntamente com a organização do Politeia e comentou sobre os projetos a serem deliberados. “Eu priorizei projetos que vão trazer discussões ricas e opiniões divergentes já no primeiro dia da simulação, o que ajuda a dar um gás aos simulantes para que se deparem com uma comissão que vai discutir assuntos delicados”, explica, citando a questão LGBT como um dos temas para debate.

Foram eleitos para a 1ª vice-presidência a deputada Natália Evangelista e para a 2ª vice-presidência, o deputado Gustavo Costa, ambos do Bloco Progressista.

 

Seguridade Social e Família

Dentre outros temas, a CSSF trata de modo geral da saúde, da assistência social, da assistência médica, dos direitos da mulher, da criança, do adolescente, dos idosos e de portadores de deficiência.
A próxima reunião da comissão está agendada para o dia 16 de julho, às 9 horas, no Anexo II da Câmara dos Deputados.

CDEICS - Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços

CDEICS será comandada pelo deputado Henrique do Amaral (PSDB)

Por 12 votos a favor e três em branco, o deputado Henrique do Amaral (PSDB) foi eleito, no último sábado (14), presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços (CDEICS). Henrique do Amaral é graduando em Ciência Política pela UnB e foi vice-presidente da CCTCI na última edição do Politeia.

“Quero dar um andamento tranquilo para a comissão, sem obstrução, e construir a pauta em conjunto”, disse o presidente eleito. Segundo ele, há pouco tempo disponível para o tanto que se quer discutir.
Para a construção da pauta de segunda-feira, o deputado preferiu dar preferência aos projetos que já tinham relatoria, pois acredita que isso vai dar melhor andamento à discussão. Depois, o presidente vai designar relatores para os demais projetos para que tenham tempo de elaborar seus pareceres.

Para a 1ª vice-presidência, foi eleita a deputada Gabriela Rosa (PRB) e para a 2ª vice, o deputado Willian Marçal, também do PSDB.

Desenvolvimento Econômico

A CDEICS é a comissão responsável por analisar e deliberar sobre projetos com conteúdo relativo a economia nacional, comércio exterior e política industrial nacional. Além disso, a Comissão deve acompanhar e fiscalizar programas governamentais e o orçamento da União dentro do que se enquadra em seu campo temático.

A próxima reunião da comissão está agendada para o dia 16 de julho, às 9 horas, no Anexo II da Câmara dos Deputados.

Deputada Betânia Alves (PSDB) adia a sessão do CCTCI para segunda-feira (16) CCTCI - Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática

Deputada Betânia Alves (PSDB) é eleita presidente da CCTCI

Deputada Betânia Alves (PSDB) adia a sessão do CCTCI para segunda-feira (16)
Deputada Betânia Alves (PSDB) adia a sessão do CCTCI para segunda-feira (16)

A deputada Betânia Alves (PSDB) foi eleita na noite deste sábado (14) presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI). A decisão foi unânime pelos membro da comissão presentes na reunião.

Alves, em seu discurso inicial, reconheceu que “apesar de não ser a [comissão] mais concorrida, é interessante para quem gosta do tema”. Alves citou ainda que este ano a comissão recebeu uma grande quantidade de projetos de lei para serem analisados, em contraste com o ano anterior. A tucana disse que está “bem otimista” com a CCTCI do Politeia de 2018.

O deputado também do PSDB Thanius Martins foi eleito 1º vice-presidente, e o deputado Otavio Mayrink (PP), 2º vice.

Ciência e tecnologia

A CCTCI discute projetos relacionados a desenvolvimento científico e tecnológico, meios de comunicação social, liberdade de imprensa, produção e a programação das emissoras de rádio e televisão, assuntos relativos a comunicações política nacional de informática, automação e de telecomunicações e regime jurídico das telecomunicações e informática.

A próxima reunião da comissão está agendada para o dia 16 de julho, às 9 horas, no Anexo II da Câmara dos Deputados.

Politeia 2018

Deputado desiste de candidatura à Presidência da Câmara e…

Dep. Matheus Menck (PSB). Foto: Flávia Said.

O dep. Mateus Menck (PSB), simulando de primeira viagem, até o momento de seu discurso era candidato à Presidência da Câmara dos Deputados. Porém, durante sua fala, deixou de lado a candidatura, não apoiando nenhum outro candidato. Fontes não explicitam o porquê da desistência, mas afirmam que a mesma foi aconselhada pelo partido e acolhida pelo deputado. Segundo elas, a decisão de não declarar apoio não veio do dep. Menck, e sim do partido.

Em contrapartida, o deputado conversou com a reportagem e deixou claro que já havia um consentimento de sua desistência com a dep. Jordana Lourenço (DEM), afirmando que pretendia apoiá-la. Porém, ele não ficou satisfeito com alguns pontos levantados na fala da candidata. “Enquanto ouvia o discurso, me virei ao meu líder [dep. Davi Marques] e perguntei: ‘cara’, tem vários pontos que ela ‘tá’ ressaltando com quais eu não concordo e isso complica meu discurso, que foi o de apoiá-la”.

O líder do PSB, dep. Davi Marques, respondeu que o discurso da dep. Jordana Lourenço realmente estava desalinhado com os propósitos partidários, mas que daria liberdade ao até então candidato em sua escolha de apoiar ou não a deputada.

Apesar disso, o dep. Menck afirmou que não houve pressão nenhuma em sua decisão e que neste momento estaria mais alinhado a alguma comissão.

O dep. Thiago Gardin (PRB), à esquerda, conversando com aliado, o dep. Matheus Freitas (PRB). Foto de Guilherme Rodrigues Politeia 2018

Bloco Republicano aposta em deputados de primeira viagem para…

O dep. Thiago Gardin (PRB), à esquerda, conversando com aliado, o dep. Matheus Freitas (PRB). Foto de Guilherme Rodrigues
O dep. Thiago Gardin (PRB), à esquerda, conversando com aliado, o dep. Matheus Freitas (PRB).
Foto de Guilherme Rodrigues

Os membros do bloco Republicano, formado pelos partidos PSDB, PSB, PRB e DEM apostaram neste sábado (14), no Politeia 2018, em delegados de primeira viagem. Para os líderes dos partidos, isso não é uma jogada de alto risco pelos nomes indicados serem de pessoas “altamente preparadas”.

O líder do PRB, Thiago Gardin, afirmou que “tudo foi muito bem discutido e preparado”. Foi dito ainda pelo deputado Pedro Albuquerque (DEM) que realizou-se “um processo dentro de cada partido para mapear quem são as pessoas que pleiteavam os cargos e o porquê os pleiteavam para que pudéssemos hoje fazer as melhores escolhas e indicações”. O bloco também afirmou estar dando oportunidade para os deputados de primeira viagem ascenderem no Politeia.

Ainda de acordo com o deputado Gardin, o Bloco Republicano definiu previamente um manifesto para auxiliar e guiar os iniciantes. “Nosso bloco não só já definiu valores, de propostas que nós queremos pautar, mas também definimos um modo de ação que nós esperamos dos nossos presidentes”, disse.

 

Frente Parlamentar

Outro ponto a ser pautado é a vontade do bloco de se transformar em uma Frente Parlamentar quando a simulação se iniciar de fato. Segundo o líder do PRB, “será uma temática ampla, a ser derivada do manifesto”.

O bloco declarou que a partir de segunda-feira (16) começará a
convidar os deputados a compor a frente.

 

Código de Ética

Além disso, os líderes do bloco foram questionados sobre as mudanças no Código de Ética do Politeia para o evento deste ano, o deputado Abel Souto (DEM) disse que ‘as alterações foram as melhores possíveis para evitar conflitos durante a simulação”.

thumbnail of Plataforma Brasil
Plataforma Brasil. Clique para fazer download
Bloco Progressista formado pelos (da esquerda para direita) Dep. Henrique Mecabô (PP), Dep. Diego Pimentel (PSD), Dep. Thaís Cardoso (PT), Dep. Ludmila Brasil (PT), Dep. Caio Leal (PDT), Dep. João Victor Tocantins (MDB), Dep. Nathalia Uchôa (PDT) e Dep. Mariane Moreira (PR). Foto por Julia Moraes. Politeia 2018

Progressistas lutam pelo comando de cinco comissões

Bloco Progressista formado pelos (da esquerda para direita) Dep. Henrique Mecabô (PP), Dep. Diego Pimentel (PSD), Dep. Thaís Cardoso (PT), Dep. Ludmila Brasil (PT), Dep. Caio Leal (PDT), Dep. João Victor Tocantins (MDB), Dep. Nathalia Uchôa (PDT) e Dep. Mariane Moreira (PR). Foto por Julia Moraes.
Bloco Progressista formado pelos (da esquerda para direita) Dep. Henrique Mecabô (PP), Dep. Diego Pimentel (PSD), Dep. Thaís Cardoso (PT), Dep. Ludmila Brasil (PT), Dep. Caio Leal (PDT), Dep. João Victor Tocantins (MDB), Dep. Nathalia Uchôa (PDT) e Dep. Mariane Moreira (PR).
Foto por Julia Moraes.

Após reunião do Colégio de Líderes, realizada na tarde deste sábado (14), parlamentares do Bloco Progressista expuseram as comissões pelas quais têm interesse em presidir: Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC), Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM), Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF), Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO) e Comissão de Educação (CE). Questionados sobre a disputa de comissões, acreditam que será definida através do voto e não por especulações.
Desde o início, o bloco tem como prioridade a CSSF. A indicação para presidente da Comissão é a deputada Jamille Guedes (PR), que na edição anterior foi Secretária da Mulher. Além de ter a CSSF como foco, os deputados acreditam que todas as outras comissões indicadas terão a presença de parlamentares do bloco.

Para a CDHM, os progressistas adiantaram a indicação de Lara Malta (MDB) para a presidência da comissão. Acreditando que ela seja construtiva em todos os debates oferecidos ao longo da semana.

 

Reformulação do Código de Ética

Um local de debates e críticas no Politeia é a Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO), porque em outras edições houve violações do Código de Ética nessa comisão, com parlamentares atuando com desrespeito. Com isso, os progressistas têm como objetivo politizar o debate nessa comissão, enriquecendo as discussões.

A deputada Ludmila Brasil (PT) comenta sua satisfação com a reformulação do Código, porque este objetiva se aproximar do regimento da Câmara dos Deputados, evitando o desrespeito existente dos parlamentares efetivos.”Tava na hora já do Politeia começar a se atentar ao Código de Ética da Câmara, até porque nem a gente se atentava direito até a última simulação”, comentou.

 

Presidência da Casa

O Bloco Progressista apoia o deputado Caio Leal (PDT) para presidência da Casa, contanto com sua experiência em cinco edições do Politeia. “O Caio é muito engajado com o projeto e vem nessa meia década tentando fazer de tudo para que a Casa tenha algum progresso. Principalmente na questão do debate do processo legislativo e o conselho pedagógico do projeto”, afirma o deputado João Victor Tocantins (MDB).

Os votos para os cargos da Mesa (presidente, dois vice-presidentes, quatro secretários e secretária da Mulher) estão sendo apurados e o resultado deve ser divulgado logo mais. Ainda na tarde de hoje, serão eleitos os presidentes e vices das comissões temáticas.

Politeia 2018

Projeto Politeia dá início à simulação com treinamento para…

No último sábado (9), ocorreu o primeiro dia de treinamento para a simulação do Projeto Politeia, que ocorre em julho, na Câmara dos Deputados. O evento é marcado pela participação de cerca de 170 estudantes no cenário político do país, podendo criar projetos de lei, e debatendo em comissões sobre temas da atualidade.

O treinamento ocorreu durante todo o final de semana, no Instituto de Ciência Política (IPOL) e os simulantes puderam aprender um pouco mais afundo sobre o Regimento Interno do Politeia (RIP), proposições, comissões e demais temas abordados sobre a simulação. O treinamento para a Comunicação também ocorreu simultaneamente, no domingo, para repórteres e fotógrafos. Temas como jornalismo básico e dicas de fotografia foram ensinados para os simulantes dessa área.

A partir do treinamento, os participantes já estão divididos em partidos e seus líderes. No domingo (10), ocorreu também a coletiva de imprensa, na qual os líderes dos partidos foram questionados sobre temas importantes relacionados à eleição dos líderes e possíveis posicionamentos ao longo da simulação.

“Acredito que o projeto acrescente na vida dos participantes e fomente o debate sobre temas importantes para o futuro do nosso país ” afirmou Mônica Banegas, coordenadora geral do projeto.

O treinamento foi transmitido ao vivo e o link será enviado aos participantes por e-mail, juntamente com os slides e documentos usados durante o treinamento.

Sem categoria

Artigo de Opinião

Quando entrei no Politeia, ainda no longínquo 2012, era um novato como qualquer outro. Não houve, para além do treinamento, qualquer tipo de ajuda ou apoiamento – estava sozinho. Tive que aprender na prática sobre o regimento e sobre as articulações. Os anos se passaram (seis para ser exato), e lá estava eu presidindo a mesa. É no fim que lembramos como tudo começou.. Foram muitos amigos criados ao longo dos anos, muitos projetos apresentados (cerca de 60), reuniões, articulações, atribulações, mas principalmente muito conhecimento adquirido. Nesta presidência, busquei dar voz e espaço aos que não possuiam. Dei aos simulantes de primeira legislatura aquilo que não me foi oferecido. Para exemplificar: 76% da pauta do plenário foi formada pela autoria de deputados de primeiro mandato. Nesta edição de 2017 tivemos um crescimento na qualidade e na quantidade de projetos, no entanto, 57% do total de projetos foram confeccionados por 8 pessoas. É pouco. Aos que ficarem ou que irão simular ano que vem, não tenham medo de suas pautas. O impossível torna-se possível se vocês quiserem. O Politeia é um projeto para o futuro, e como tal, é nesse futuro que deve estar seu destaque! Abraços de um eterno apaixonado por este projeto, Juan Carlos Presidente da Câmara dos Deputados – edição 2017